Já conhece o software de gestão para veterinária que está a revolucionar o mercado?

Acessível 24h por dia, 365 dias por ano, em qualquer parte do mundo

Não requer valor inicial de investimento (aquisição de software e servidor)

Acessível através de qualquer computador ou dispositivos móveis, como smartphones e tablets

As actualizações do software são gratuitas e automáticas

Vários utilizadores em simultâneo e em qualquer parte do mundo

Não necessita de realizar backups periódicos dos dados

Acessível através de qualquer computador ou dispositivos móveis, como smartphones e tablets

Segurança total e encriptação dos dados com o certificado SSL

Storytelling… nos vídeos do seu CAMV!

por Dilen Ratanji, Diretor-Geral da VetBizz Consulting, em Veterinária Atual.

Já tive a oportunidade de no passado falar-vos das potencialidades do Video Marketing. Hoje gostaria de vos apresentar algumas dicas de como podem atrair clientes para os vossos CAMV com esta poderosa ferramenta de marketing.

O consumidor de hoje em dia, moderno e exigente, pretende receber informação de uma forma assertiva e sucinta. Por conseguinte, ao criar um vídeo foque-se numa única mensagem que pretende transmitir ao seu público-alvo, mostre um arco narrativo e aproveite as emoções dos utilizadores para os envolver com a sua marca. No sector veterinário tem uma oportunidade de ouro para poder jogar com emoções! Seja a apresentar um caso clínico de sucesso, animais para adopção ou mesmo cachorrinhos ou gatinhos acabados de nascer. Obviamente que pode e deve apresentar conteúdos que demonstrem a dinâmica interna do seu CAMV, como sejam workshops, inaugurações ou mesmo as habituais celebrações de aniversário dos seus colaboradores. Tudo isto serve para potenciar o engagement à sua marca e partilhar valores como excelência, companheirismo ou qualidade técnica. Mas é fundamental que seja criativo e que apresente um vídeo que seja verdadeiramente memorável. Tente alcançar o mais difícil: encantar verdadeiramente o seu (potencial) cliente.

Para comunicar eficazmente, os vídeos deverão apresentar uma história, que gerem estímulos emocionais nos utilizadores. É aqui que surge o conceito de Storytelling. Não se limite a apresentar um vídeo, conte uma verdadeira história, com um início e um fim, e que faça todo o sentido para quem o visualiza. A introdução de uma música ou um jingle é claramente um elemento que transporta as emoções para um patamar completamente distintivo.

Como fazer um vídeo com base no conceito Storytelling?

As histórias são uma ferramenta que qualquer empresa pode usar, porque nós seres humanos estamos feitos para aprender com elas. É isto que torna o contente marketing uma componente tão importante para atrair clientes e porque muitas marcas estão a usá-lo nas suas estratégias. Não sendo um conceito recente, tem tido uma importância cada vez mais crescente no contexto do marketing digital de hoje em dia.

O vídeo é um dos meios mais eficazes para passar esta comunicação às pessoas, porque pode emular a experiência humana no vídeo, passando qualquer história que queira contar. Quanto mais o seu público-alvo se identificar com as suas “personagens”, maior será a sua resposta emocional, e mais eficaz será o respectivo conteúdo.

Todavia, antes de decidir o conteúdo que quer criar para o seu vídeo, tem de saber identificar qual a mensagem a comunicar. O storytelling emocional funciona melhor quando é usado para passar uma simples mensagem, de forma clara e precisa. Saber qual a mensagem a passar requer um entendimento daquilo que a sua marca representa para os consumidores: será que eles veem a sua marca como uma forma conveniente de poupar dinheiro, de ter um serviço de excelência para os seus animais ou simplesmente alcançar um objetivo de vida? Saúde e bem-estar são palavras-chave no negócio veterinário.

Perceber aquilo que motiva o seu público-alvo é importante para criar marketing com o qual eles se podem identificar. As pessoas partilham informação interessante com os seus amigos, de forma gratuita e praticamente espontânea. Quanto maior a criatividade, originalidade e qualidade do vídeo, maior o buzz que se gerarará nos social media.

Por exemplo, se eu quiser promover a minha empresa de consultoria de gestão de CAMV para captação de novos clientes, não devo fazer um vídeo a apresentar meramente os serviços para envolver os meus potenciais clientes. Em vez disso, tenho de humanizar o serviço e contar uma história com a qual as pessoas se possam relacionar e identificar. E emocionar, preferencialmente. É fácil? Não, mas é possível com criatividade e forte conhecimento do negócio.

Ao decidir a sua mensagem estratégica, deve focar-se naquilo que vai ao encontro dos interesses dos clientes e não através de uma apresentação linear e fria dos serviços que comercializa (características), mas sim da maneira como vai melhorar a vida deles (benefícios). Este é o segredo: foque sempre os benefícios, pois qualquer produto ou serviço existe para “resolver” um problema. Apresente, então, soluções. E mais nada.

Num mercado digital cada vez mais competitivo, os anunciantes e marcas têm de saber disntiguir-se dos outros. E é com o storytelling emocional que se consegue envolver as pessoas, para que as empresas e marcas consigam obter mais top of mind e, consequentemente, mais vendas.

(O autor escreve de acordo com a antiga ortografia)



Ao navegar no nosso site estará a consentir a utilização de cookies para obter uma melhor experiência de utilização. + info

Para saber mais informações sobre a política de cookies deste website clique no seguinte link. https://vetbizz.pt/politica-de-privacidade/

Para aceitar, basta clicar no botão no canto inferior direito do seu ecrã.

Obrigado!

Fechar